Skip to content

Pugs e queima de fogos: Truque do pano para proteger o cachorro!

12/11/2018

Você já ouviu falar do Tellington Touch – ou truque do pano para proteger o cachorro do barulho dos fogos de artifício?

Este é um assunto importantíssimo nesta época do ano, já que,com a chegada das comemorações de fim de ano vem também as tradicionais queimas de fogos, que apesar de divertida para algumas pessoas, podem ser aterrorizantes para os nossos amigos pugs.

Neste post, vamos falar sobre o truque do pano para proteger o cachorro do barulho dos fogos de artifício e também sobre outras dicas para manter o seu pug calmo durante a queima de fogos. Confira!

O que é o truque do pano?

O truque do pano é uma técnica que promete amenizar o sofrimento de pugs que tem medo do barulho causado pelas queimas de fogos do fim de ano.

Ele é baseado em um método de adestramento e controle de ansiedade desenvolvido pela canadense Linda Tellington Jones.

A técnica baseia-se no fato de que cães que possuem medo do barulho causado pelos fogos de artificio também possuem uma grande sensibilidade nas partes posteriores do corpo, nas patas e nas orelhas.

Assim, o truque do pano consiste em atar o cachorro com uma faixa de tecido, de forma que a circulação sanguínea das regiões citadas acima seja estimulada.

Desta forma, a tensão no dorso do animal é minimizada, reduzindo a sua irritabilidade.

Como amarrar o pano no cachorro?

Para fazer o truque do pano para proteger o cachorro da queima de fogos, você só precisará de uma tira de pano, como se fosse uma bandagem.

Ela deve ser amarrada em formato de “oito”. Siga o passo a passo:

Truque do Pano para cães com medo de barulho de fogos de artificio
  1. Posicione a faixa na altura do peito e envolva o pescoço do seu pug, cruzando a faixa acima do dorso, na altura da cernelha (entre os ossos do ombro e a base do pescoço);
  2. Leve as pontas da faixa para baixo e cruze novamente, desta vez, sob o dorso, na altura das últimas costelas;
  3. Traga as pontas da faixa novamente para o dorso do seu pug e dê o nó próximo à coluna, junto à raiz da cauda.

É importante que a faixa esteja bem firme no corpo do seu pug, afinal, a primeira coisa que estes danadinhos tentarão fazer é morder e tentar tirar o pano do corpo. Mas em geral, eles logo se acostumam com o novo acessório.

Mas se por um lado a faixa deve estar firme, é preciso ter cuidado para não apertar demais. Caso isso aconteça, você pode prejudicar a circulação sanguínea ao invés de estimular e ainda pode comprometer a respiração do seu pug, que já é ofegante por natureza.

Se você está inseguro para fazer a amarração, já existem coletes para proteger o cachorro na hora dos fogos. Eles exercem a mesma função do pano e você pode encontrá-los em lojas especializadas em pets.

Geralmente, esses coletes são feitos com tecido elástico e fechos em velcro, e exercem uma leve pressão no corpo do cãozinho, capaz de acalmá-lo em situações como estouro de fogos de artifício e trovoadas.

Este truque funciona?

cachorro pug com medo de fogos de artificio

Sim! O truque do pano para proteger o cachorro do ruído dos fogos de artifícios funciona de verdade.

Isso por que o ato de atar o seu pug tem efeito sobre o sistema nervoso do seu amigo.

Funciona assim: a pressão causada pelas faixas ativa o sistema nervoso autônomo do cão, fazendo com que ele se sinta mais seguro e calmo para enfrentar o momento de medo e pavor. É como um abraço forte, capaz de causar a sensação de conforto e aconchego.

Vale lembrar que a técnica não funciona apenas para os momentos de queima de fogos, mas também para qualquer situação em que haja ruídos altos e que assustem o seu pug, como por exemplo, trovoadas.

Como acalmar o cachorro na hora dos fogos? Dicas extras!

Pug com expressão de medo

Segundo o especialista em comportamento animal Rodrigo Caldarelli, existem duas formas de se trabalhar o medo de fogos de artifício apresentado por alguns cães.

A primeira é através de um pré-treino, com aulas de dessensibilização. A ideia é que o pug seja exposto ao agente causador do medo – no caso, o som dos fogos de artifício – de forma gradual.

Para este tipo de treino, você deve apresentar os estímulos sonoros ao pug enquanto vocês interagem fazendo coisas alegres e que ele goste, por exemplo, brincadeiras e comandos. Você pode utilizar vídeos do Youtube com sons de queima de fogos.

Durante o treino, vá aumentando o volume gradualmente e medindo as reações do seu cãozinho, sempre mostrando que está tudo bem e que não há motivos para ter medo.

O treino deve ser repetido diariamente, até que o cão se familiarize com o som e o associe a algo bom, ficando mais calmo na hora em que a situação realmente acontecer.

O treinamento deve ocorrer com antecedência ao dia da queima de fogos e o tempo de treino varia de acordo com o nível de medo do cachorro, mas no geral, o processo de dessensibilização costuma durar de 10 a 20 dias.

Se você não teve a oportunidade de realizar o pré-treino, existem medidas mais imediatas, para acalmar o seu cachorro no momento da queima de fogos. O truque do pano que descrevemos acima é uma dessas medidas imediatas.

Mas além do truque do pano para proteger o cachorro do ruído dos fogos de artifício, existem outras dicas que podem ajudar o seu pug a atravessar este momento de tensão. Dá só uma olhada:

  • Tente minimizar o barulho causado pela queima de fogos. Mantenha portas e janelas fechadas, ligue o rádio, a TV. Pense em formas de camuflar o estrondo dos fogos;
  • Não fique ansioso. Alguns tutores começam a mudar de comportamento quando a hora da virada vai chegando, já pensando no sofrimento do amigo. Lembre-se que os cães são muito bons em interpretar a linguagem corporal e notam com facilidade quando você está ansioso. Ou seja, ao ficar nervoso você está antecipando (e prolongando) o sofrimento do seu pug;
  • Não mude o seu comportamento durante a queima de fogos. Sabemos que dói ver seu pug assustado, mas ao contrário do que se imagina, ficar ao seu lado durante a situação, oferecendo mimos e carinhos, não é uma boa ideia. Isso reforça a sensação de que há algo errado e que ele deve se preocupar. Ou seja, só aumenta a tensão do seu amigo! Então, haja naturalmente.
  • Não obrigue seu pug a nada. Se ele quer se esconder embaixo da cama ou em qualquer outro esconderijo, deixe. O importante é que ele se sinta seguro. Forçar só aumenta a tensão;
  • Nunca prenda o seu pug com coleiras ou guias nesta situação. Se ele está em um cômodo seguro, não há motivo para limitar seus movimentos. Isso só aumentará o medo e o desconforto, causando mais estresse.

O truque do pano e as dicas acima funcionam para a maioria dos casos de medo de fogos de artifício, no entanto, se o seu pug fica realmente aterrorizado com o barulho da queima de fogos, apresentando sinais de pânico e fobia, é importante consultar um veterinário sobre a possibilidade de administrar algum medicamento sedativo ou contra a ansiedade para que ele fique mais calmo durante o Réveillon.

E vale lembrar que o truque do pano não funciona apenas em pugs, pelo contrário!

Ele pode ser utilizado em cães de todas as raças e portes, e é uma dica muito útil nesta época do ano, já que pode amenizar o sofrimento de muitos cãezinhos!

Por isso, compartilhe essa técnica e espalhe a informação!

Facebook
Google+
Twitter
Pinterest