Skip to content

Alergia em Pug: como tratar este problema?

11/22/2018
alergia em pug

A alergia em pug é uma condição de saúde bem comum e muitos tutores têm dúvidas sobre como tratar este problema de forma efetiva.

Por possuir rugas e dobrinhas por toda a pele – sobretudo na cabeça e ao redor do focinho – os pugs são mais suscetíveis à proliferação de fungos e bactérias que causam dermatites alérgicas.

Além das dermatites causadas por estes parasitas, os pugs também podem desenvolver alergias à alimentação, aos produtos de limpeza e de higiene e até mesmo pela exposição solar excessiva.

A seguir, vamos conhecer um pouco melhor quais os tipos de alergia em pug mais comuns e aprender como agir de forma correta para tratar o quadro.

As principais alergias em pug

As principais alergias que os pugs apresentam durante a sua vida são as dermatites tópicas, ou seja, lesões que surgem na pele, muitas vezes, abruptamente e sem motivo aparente.

A alergia em pug pode ser desencadeada por diversos fatores. Vamos conhecer os principais a seguir.

Alimentação

Pug comendo pizza

A alergia causada por alimentação geralmente está relacionada com o consumo de algum alimento que não deveria ser oferecido aos pugs, como pães, massas, chocolates, doces, frutas proibidas, entre outros.

Também pode ser causada pela ração oferecida ao seu cãozinho, que pode ser de má qualidade ou possuir algum componente químico ao qual ele possua hipersensibilidade, como glúten, conservantes ou corantes artificiais.

Uma forma de driblar a alergia em pug decorrente da alimentação é optar por uma dieta natural supervisionada por um nutricionista veterinário.

Acne canina

pug com acne canina

Um tipo de alergia em pug muito comum é a acne canina.

São pequenas bolinhas rosadas que se formam sobre as rugas dos pugs, na região ao redor do focinho. É bem fácil de ser identificada e está diretamente ligada à higienização incorreta da área.

Quando a acne canina surge, é importante procurar um veterinário o quanto antes para que se inicie o tratamento adequado.

Produtos de limpeza

Você sabia que os produtos de limpeza que você utiliza na sua casa podem desencadear processos alérgicos no seu pug?

É preciso tomar cuidado com os produtos usados para limpar a casa. Lembre-se que seu amigo tem contato direto com o chão e, portanto, com os produtos aplicados sobre o piso.

Por isso, para evitar alergias de pele no seu pug, prefira usar produtos neutros ou indicados para limpeza em ambientes com animais.

Produtos de higiene

pug tomando banho

Os produtos de higiene – shampoos, condicionadores, sabonetes, colônias e cremes hidratantes – que você usa no seu pug também podem desencadear alergias.

Portanto, evite ao máximo qualquer produto com aromas muito fortes e nunca – nunca mesmo! – utilize produtos de uso humano em seu amigo.

O pH da pele dos cães é muito mais sensível que a nossa e o uso destes produtos pode ser muito prejudicial.

Sempre utilize produtos de higiene voltados para pet e de acordo com a indicação do veterinário.

Aliás, se utilizados corretamente e com a supervisão de um veterinário, os produtos que você usa no banho e higiene do seu pug podem até ajudar na prevenção e tratamento de alergias.

Parasitas e microrganismos

alergia em pug causada por pulgas

Além das bactérias e fungos que podem se proliferar nas rugas e dobras da pele do pug causando dermatites, outros parasitas também podem provocar reações alérgicas, como as pulgas, carrapatos e ácaros.

As pulgas podem causar a DAPP – Dermatite Alérgica à Picada de Pulga – um processo alérgico à saliva deste parasita.

Já as mordidas dos carrapatos podem causar dermatites em pugs que possuam pré-disposição para o problema, enquanto alguns ácaros são responsáveis por diferentes tipos de sarna.

Por isso, é essencial o uso de medicamentos antipulgas e carrapatos para evitar a infestação destes parasitas em cães. Existem inúmeras opções no mercado que além de proteger contra pulgas e carrapatos ainda possuem ação acaricida e protegem contra outros vetores, como piolhos e mosquitos.

Oriente-se com um veterinário sobre a melhor opção para manter estes parasitas longes do seu melhor amigo e do ambiente domiciliar.

Os principais sintomas de alergia em pug

pug se coçando

Os sintomas apresentados em quadros alérgicos de pugs variam muito dependendo do tipo de dermatite e também da causa que levou à alergia.

No entanto, de forma bem geral, podemos citar os seguintes sintomas:

  • Comichões na pele;
  • vermelhidão;
  • Crostas;
  • Queda acentuada de pelo;
  • Coceira;
  • Ferimentos com inflamações (geralmente causados pelo próprio animal por coçar a área);
  • Mau cheiro;
  • Descamação.

Como tratar a alergia em pug

Se o seu pug apresentou sintomas de alergia, o primeiro passo é procurar um médico veterinário para que se descubra a raiz do problema e se possa eliminar a causa da alergia de imediato.

Depois disso, o veterinário deverá indicar produtos de uso tópico para aplicação direta na pele do seu pug, a fim de melhorar o quadro das lesões.

Geralmente, quando um pug apresenta dermatite alérgica é necessário dar banhos frequentes – 3 ou 4 vezes por semana – com sabonetes específicos e aplicação de pomadas antifúngicas e antibióticas para cortar a proliferação dos fungos ou bactérias e evitar que se espalhem.

Durante o período de tratamento, o uso do colar elisabetano pode ser necessário, para que seu amigo não coce a região e nem tenha contato com a medicação aplicada. Medicamentos orais também podem ser prescritos em casos de alergias mais severas.

Pug usando um colar elisabetano

Vale ressaltar que, por serem cães com pré-disposição à alergias, é essencial ficar atento à qualquer anomalia na pele dos pugs e consultar um veterinário caso qualquer lesão seja encontrada, por menor que ela seja, pois pode ser o princípio de um quadro alérgico que pode se tornar grave caso não receba o tratamento adequado.

Já passou por um problema alérgico com seu pug ou conhece alguém que está nessa situação? Saiba como cuidar melhor do seu pug e evitar este e outros problemas!