fbpx Skip to content

Como acabar com as pulgas? Conheça os melhores antipulgas para pug

13/05/2019
como acabar com as pulgas: pug com medicamentos antipulgas

As pulgas são parasitas comuns na vida de quem tem cachorro e podem trazer desconforto e diversos problemas de saúde. Por isso, é essencial entender como acabar com as pulgas do seu pug.

Mas nem sempre eliminar as pulgas é uma tarefa simples. Estes parasitas são capazes de se multiplicar em pouco tempo, causando infestações difíceis de combater.

Leia este post e entenda como acabar com as pulgas do seu pug e prevenir novas infestações de forma segura e eficiente. Confira!

Entendendo o ciclo da pulga

Pug com cara de dúvida

As pulgas são insetos saltadores e sugadores de cor marrom-escuro. Parasitas externos, elas se alimentam do sangue dos seus hospedeiros, como por exemplo o seu pug, causando incômodo, lesões cutâneas e outras doenças.

Estima-se que existam cerca de 2500 espécies de pulgas, mas a mais comum em cães é a Ctenocephalides canis.

As pulgas passam uma parte da sua vida sobre o corpo do cachorro e outra no meio ambiente. Por isso, para entender melhor como acabar com as pulgas do seu pug, é preciso conhecer o ciclo da pulga, que compreende 4 fases: ovo, larva, pupa, adulta.

  • Ovos: postados por uma pulga adulta fêmea sobre o corpo do seu pug, os ovos escorregam e caem no ambiente, espalhando-se sobre os lugares que seu cãozinho mais frequenta, como a caminha, sofá, carpete, tapetes e passadeiras, entre outros;
  • Larvas: após a eclosão dos ovos, as larvas logo se escondem no ambiente por não gostarem de luz. Elas penetram profundamente em frestas do piso, nos vãos do sofá e nas camadas profundas do tapete, sobrevivendo de detritos orgânicos do ambiente.
  • Pupa: as larvas formam um casulo resistente chamado pupa em que ficam inertes até completarem seu desenvolvimento. Esta é a fase do ciclo de vida da pulga mais difícil de eliminar pois as pupas são pequenas, impermeáveis e ficam bem escondidas, podendo resistir a até 12 meses no ambiente. Nas condições ideais, as pupas eclodem originando novas pulgas. É nesta fase que ocorre a infestação, pois estas formas jovens recém eclodidas são rápidas, fortes e estão em busca de um hospedeiro;
  • Pulga adulta: essa é a fase da pulga que os tutores mais conhecem, pois elas são vistas e encontradas sobre o pet. A pulga adulta se alimenta do sangue do seu cachorro, e cada uma pode picá-lo até 10 vezes por dia!

Veja como funciona no infográfico a seguir.

Infográfico do ciclo da pulga

Para ter ideia, uma pulga adulta pode postar de 20 a 50 ovos por dia, ou seja, uma única pulga pode produzir mais de 2000 ovos durante a sua vida! Por isso é essencial saber identificar e combater as pulgas que aparecem no seu pug. Veja como a seguir.

Sinais de que o seu pug está com pulgas

A maioria dos tutores percebe a presença de pulgas no pug através da identificação visual – ou seja, visualizando os parasitas adultos ou as fezes dele no corpo do cachorro.

Quando o pug está muito infestado, é fácil identificar as pulgas adultas. No entanto, se a infestação é menor pode ser difícil localizar estes parasitas, já que eles são ágeis e podem se mover e se esconder facilmente entre a pelagem do animal.

Nestes casos, uma saída é tentar identificar as fezes das pulgas. Elas são pequenos pontinhos pretos parecidos com pó de café.

O lugar mais fácil de encontrar estes pontinhos pretos é no dorso do seu pug, próximo ao rabo. Se você tiver dúvidas de que a sujeira encontrada é de fato fezes de pulgas, tem um jeito bem simples de confirmar. Coloque a sujeira encontrada em uma folha de papel toalha molhado e espere um pouco. Se elas desmancharem deixando uma mancha ferrugem ou cor de sangue, são fezes.

como acabar com as pulgas: pug se coçando

Além da identificação visual das pulgas e suas fezes, existem outros sinais que indicam que o seu cachorro está com pulgas:

  • Coceira acentuada, mordendo o pelo;
  • Lambidas excessivas e prolongadas no corpo;
  • Queda de pelo, deixando a pelagem falha ou rala;
  • Pontos vermelhos na pele;
  • Inquietação e irritabilidade.

Ao observar estes sinais, é importante adotar medidas para controlar a infestação de pulgas o quanto antes, pois além de todo o desconforto citado acima, estes parasitas ainda podem causar doenças como a DAPP (Dermatite Alérgica à Picada da Pulga) e verminoses.

A seguir, vamos entender melhor como acabar com as pulgas do seu pug de forma segura e eficiente.

Como eliminar as pulgas

pug deitado na cama

Como dissemos anteriormente, as pulgas ficam no cachorro apenas em uma fase da sua vida, quando são adultas e se alimentam do sangue do seu pet.

Estima-se que apenas 5% das pulgas de uma infestação ficam sobre o cachorro. Os outros 95% ficam no ambiente nas formas de ovos, larvas e pupas.

Assim, fica claro que para controlar uma infestação de pulgas é necessário tratar tanto o seu pug, como também o ambiente que ele vive. Veja como a seguir.

Como acabar com as pulgas do seu pug

A melhor forma de acabar com as pulgas que estão no seu pug é com o uso de produtos antipulgas.

Existem diferentes tipos no mercado pet, sendo os mais comuns: shampoos, sabonetes, pipetas, comprimidos, coleiras e spray. Veja as principais características, vantagens e desvantagens de cada um no infográfico abaixo.

ícone de um shampoo antipulgas

O que é

Produtos para banho e que contém componentes que matam ou repelem pulgas.

Vantagens

Não são produtos com formulações agressivas e podem ser incluídos na rotina de higiene do seu pug

Desvantagens

Apesar de efetivos, estes produtos devem ser utilizados como coadjuvantes no tratamento. Shampoos e sabonetes por si só não são capazes de controlar uma infestação de pulgas.

icine de uma pipeta antipulgas

O que é

Medicamentos antipulgas líquidos, de uso tópico para aplicação sobre a pele do cachorro.

Vantagens

Ação rápida, matando pulgas poucas horas após a aplicação.

Efeito residual, ou seja, oferece proteção por um período determinado após a aplicação.

Aplicação rápida e fácil.

Desvantagens

Por ser de aplicação tópica, pode não ser a melhor escolha para cães com pre-disposição a dermatites.

Alguns produtos podem ter a sua eficácia prejudicada por banhos e outros contatos com água.

Não é a melhor opção para cães que convivem com outros pets pois eles podem lamber o animal tratado antes da absorção do medicamento.

ícone de um comprimido antipulgas

O que é

Medicamento antipulgas em comprimido. Deve ser administrado via oral.

Vantagens

Ação rápida, matando pulgas em poucas horas após a ingestão.

Efeito residual que garante proteção prolongada.

A maioria destes medicamentos é mastigável e palatável, o que facilita a administração.

A eficácia não é prejudicada por banhos e outros contatos com água.

Desvantagens

Pode não ser a melhor opção para cães idosos e debilitados pois, como todo medicamento, ele é metabolizado pelo fígado.

Alguns cães podem não aceitar o comprimido ou ele pode despedaçar no momento da administração.

A pulga precisa picar o cão para ter contato com o medicamento e morrer.

ícone de uma coleira antipulgas

O que é

Proteção antipulgas em formato de coleira que deve ser colocada e mantida no cão por um período determinado.

Vantagens

Oferecem proteção prolongada (geralmente superior a 3 meses).

Ação inseticida e repelente.

Geralmente a pulga não precisa picar o cão para morrer.

Desvantagens

Alguns produtos podem ter a sua eficácia afetada pelo banho e outros contatos com água.

O uso prolongado da coleira pode desencadear alergias na pele do pescoço do animal.

Pode não ser a melhor opção para cães que convivem com outros pets, pois estes podem lamber a coleira.

O que é

Medicamento antipulgas líquido e em spray para aplicação no corpo do cachorro

Vantagens

Eficiente para controle de infestações pontuais.

O cachorro não precisa ser picado para que a pulga morra.

Desvantagens

A aplicação não é simples, visto que é necessário borrifar o medicamento por todo o corpo do animal.

Pode não ser a melhor opção para cães que convivem com outros pets, pois estes podem lamber o animal tratado.

Estas são informações gerais sobre os diferentes tipos de antipulgas disponíveis no mercado, mas vale lembrar que cada produto tem as suas particularidades que podem – e devem – ser consultadas nas bulas dos medicamentos ou sites dos fabricantes.

Geralmente, os medicamentos antipulgas são divididos por faixa de peso, por isso, é essencial saber o peso do seu pug antes de comprar. Além disso, fique atento caso você tenha uma filhote de pug, pois a maioria destes medicamentos só pode ser aplicada a partir de uma determinada idade.

E se neste momento você está se perguntando qual o melhor antipulgas para o seu pug, a resposta é: consulte o seu veterinário. Somente um profissional poderá indicar o medicamento mais indicado para o seu amigo.

Como acabar com as pulgas do ambiente

foto de alguém aspirando o sofá

Se apenas 5% das pulgas estão no seu pug, é preciso eliminar também os outros 95% presentes no ambiente para controlar a infestação de forma eficaz.

A aspiração da casa e é um dos pontos mais importantes sobre como acabar com as pulgas do ambiente. Passe o aspirador em todos os cômodos que seu pug passa e fica, no piso e nos móveis, cuidando de aspirar bem as frestas, vãos e outras regiões escuras e úmidas, pois são os locais preferidos das larvas e pupas.

Para um controle efetivo, é importante manter uma rotina de aspiração do ambiente e sempre descartar os resíduos em um lixo fora de casa.

Além da limpeza, existem alguns produtos específicos para eliminar as pulgas do ambiente, como talcos, sprays e aerossóis que devem ser aplicados na mobília e piso dos locais que seu pet frequenta, de acordo com a indicação do veterinário e orientação do fabricante.

Dica: você pode colocar um pouco de talco antipulgas dentro do saco do aspirador antes de aspirar a casa.

No caso de infestações muito intensas pode-se recorrer a pesticidas ou realizar uma dedetização, mas nestes casos é necessário retirar o pet de casa por um tempo ou impedir o seu acesso ao local, pois o veneno utilizado pode fazer mal ao seu pug. Antes de aplicar este tipo de produto, leia atentamente as instruções.

Vale ressaltar que o tratamento do cachorro e do ambiente devem ser feitos simultaneamente para que os resultados sejam efetivos. E caso você tenha mais de um pet, é essencial tratar os dois, mesmo que você tenha a impressão de que apenas um está infestado.

Pulgas em gatos são bem comuns e os felinos também devem ser tratados em casos de infestações deste parasita.

Alerta! Infestações de pulgas e alergia em pugs

Pug sentado em cima da cama

Pulgas são um problema para qualquer cachorro, no entanto, para nossos amigos pugs, pode ser ainda mais problemático.

Isso porque os pugs possuem uma pré-disposição a desenvolver alergias e dermatites.

Uma delas é a DAPP, uma dermatite que ocorre devido à uma reação alérgica à picada da pulga, mais especificamente, à saliva deste parasita. A DAPP causa coceira intensa, vermelhidão, queda de pelo, lesões e crostas sobre pele, entre outros sintomas.

Além disso, as dobras na pele do pug são ótimas para as pulgas se esconderem. Por isso é essencial analisar o corpo do seu pug com frequência, a fim de identificar a possível presença de pulgas.

Também é importante manter as dobrinhas de pele bem higienizadas. Se você não sabe como fazer isso, leia nosso artigo sobre como limpar as dobras do pug.

Por fim, é importante lembrar que não basta apenas eliminar as pulgas. Para manter a saúde do seu pug em dia, também é preciso prevenir novas infestações.

Para isso, a limpeza do ambiente e o uso periódico de medicamentos antipulgas é primordial. Ao aplicar o antipulgas periodicamente, você quebra o ciclo da pulga e impede que estes parasitas se multipliquem, causando uma nova infestação e possíveis verminoses e alergias no seu pug.

Quer saber mais sobre a DAPP e outras alergias em pug? Leia nosso artigo sobre o assunto!

Ir para o topo