fbpx Skip to content

Cachorro sente frio sim! Veja 4 maneiras de saber se seu pug está com frio

03/06/2019
Cachorro sente frio: foto de um pug agasalhado

Com a proximidade do inverno e a queda das temperaturas, a gente logo corre para tirar os agasalhos do armário para driblar o frio. Mas e o seu pug? Será que ele sente frio?

Pois é, cachorro sente frio também, mas não como a gente. Cães e humanos possuem características fisiológicas distintas, o que faz com que sensibilidade térmica dos dois também se diferencie. Mas isso não significa que os cães são indiferentes às temperaturas baixas. Pelo contrário!

Leia este artigo e entenda melhor porque cachorros também são sensíveis às baixas temperaturas e como identificar sinais de que o seu pug está com frio. Confira!

Por que cachorro sente frio?

Pug com cobertor

Pensar que um cachorro sente frio pode parecer estranho para algumas pessoas, visto que eles possuem uma camada de pelos para lhes proteger. Mas o fato é que cães sentem frio sim.

Os cachorros são animais de sangue quente, ou seja, que conseguem manter a temperatura do corpo constante, variando de 38 a 39,2 graus em condições normais.

Quando a temperatura externa está muito baixa, o corpo perde calor e busca mecanismos para tentar manter a sua temperatura interna dentro da normalidade, causando a famosa sensação de frio.

Mas do mesmo jeito que existem pessoas mais friorentas do que outras, alguns cães também podem ser mais sensíveis ao frio do que outros. Algumas raças são bem adaptadas a temperaturas baixas, pois possuem pelagem dupla, longa e densa, própria para o clima gelado. É o caso do Akita e Husky.

Mas quando o assunto são nossos amigos pugs, que possuem pelo curto, a coisa é um pouco diferente. Eles podem sofrer com as baixas temperaturas e até chegar à hipotermia.

Por isso, é importante ficar atento nos dias de clima frio. Veja a seguir alguns sinais que mostram que seu pug está com frio.

Sinais de que o seu pug está com frio

Cachorro sente frio: foto com pug agasalhado

Já sabemos que cachorro sente frio, mas como saber quando o meu pug está sofrendo com a temperatura baixa? Como saber quando é a hora de colocar a roupinha ou um cobertor mais grosso?

Para saber se o seu pug está com frio, basta observar o seu comportamento. Cada cão possui as suas particularidades e podem reagir de formas diferentes ao frio, no entanto, existem 4 sinais que são bem comuns. Veja a seguir.

1. Tremer ou chacoalhar

Tremer é uma das primeiras reações quando o cachorro sente frio.

O tremor nada mais é que uma resposta do corpo ao frio. É uma tentativa do organismo de aumentar a temperatura corporal.

Funciona assim: quando seu pug está em um local frio, seu corpo começa a perder calor para o ambiente. Na tentativa de manter a temperatura corporal estável, o cérebro emite pequenas descargas elétricas para que os músculos se contraiam, gerando calor.

Por isso, observe o seu pug. Se as temperaturas estiverem baixas e ele estiver tremendo, é importante tomar medidas para aquecê-lo, seja com mais cobertas na caminha ou colocando uma roupinha.

No entanto, lembre-se que cães também podem tremer por outros motivos, como estresse, euforia ou medo. Por isso, é importante saber ler o comportamento do seu amigo e usar o bom senso.

2. Orelhas e patas frias

Pug deitado

Quando nós humanos sentimos frio, as partes periféricas do corpo, como os pés e as mãos são as primeiras a ficarem geladas certo?

Algo similar acontece quando o cachorro sente frio. As orelhas e as patinhas são as primeiras partes do corpo que ficam mais frias.

Então, se você está desconfiado de que o seu pug está com frio, toque as suas orelhas e patinhas e sinta a temperatura. Se estiverem geladas, é hora de aquecer o seu amigo.

É importante lembrar que o focinho gelado não é sinal de frio. Cães em condições normais de saúde tem o focinho frio e úmido.

3. Dormir mais que o normal

Pug deitado bocejando

Pugs podem ser um pouco preguiçosos, mas se o seu pug está dormindo mais que o normal ou agindo de forma letárgica, isso pode ser um sinal de frio.

Mudanças de comportamento na hora de dormir também podem sinalizar que é hora de agasalhar o seu pug. Ficar em um cantinho específico da casa, entrar debaixo da cama ou dormir encolhido, em formato de bola são formas de tentar se aquecer e amenizar a sensação de frio.

4. Outras mudanças comportamentais

Cada pug é único e pode demonstrar que está com frio de diferentes maneiras.

Além dos sinais citados acima, alguns pugs podem começar a chorar, resmungar e até latir sem ter um motivo aparente. Outros podem ficar inquietos e agitados, andando sem parar para tentar se aquecer, ou ainda se esconder atrás de móveis ou outros objetos.

Por isso, é importante que você conheça o comportamento do pug para notar caso algo saia do normal. E lembre-se que pugs filhotes, idosos ou que estejam com a saúde debilitada exigem ainda mais atenção e observação, pois são mais suscetíveis ao frio.

Pug idoso sentado

Considerações finais

Cachorro sente frio sim, inclusive os nossos amigos da raça pug, que possuem pelo curto.

Por isso, cuide para que seu pug não tenha a saúde afetada pelas baixas temperaturas, já que algumas doenças são ainda mais comuns no inverno. Um exemplo, é a tosse canina, que causa sintomas bem parecidos com a gripe humana, como tosse, febre e falta de apetite.

Para saber como proteger o seu pug do frio e ver dicas de cuidados no inverno, confira nosso artigo sobre o assunto!

Ir para o topo